Destaques

Tamanho da fonte: A | a

Retrospectiva: posicionamento de Papa nas grandes votações

No Congresso Nacional, João Paulo Papa tem se destacado pela coerência com que pauta o mandato. E isso pode ser notado em seu posicionamento nas principais votações que ocorreram nos últimos tempos, fato destacado, inclusive, em matéria no conceituado Blog do Josias, do portal UOL (https://josiasdesouza.blogosfera.uol.com.br/2017/08/06/coerencia-108-deputados-votaram-pelo-afastamento-de-cunha-dilma-e-temer/).
O deputado foi contra o Fundo para Financiamento de Campanhas com recursos públicos e foi contra o Distritão (voto puramente em lista fechada). Votou favoravelmente às Dez Medidas Contra a Corrupção e projetos que estruturaram a Segurança Pública.
Papa já declarou ser contrário a atual proposta de Reforma da Previdência por entender que não equilibra a questão econômica com a justiça social. “Defendo uma revisão no sistema previdenciário, combatendo injustiças e privilégios, porém sem prejuízo aos mais pobres e à classe média, que já é sacrificada com uma alta carga tributária”.
E, no projeto de Modernização das Leis Trabalhistas, votou a favor do que considerava positivo e contrário aquilo que, na sua visão, não era bom. “A lei que regia as regras trabalhistas era da década de 1940 e, de lá para cá, muitas coisas mudaram na relação de trabalho. O avanço da tecnologia foi um dos fatores preponderantes. Vejo que a modernização veio para pacificar muitos pontos que não eram claros e, o principal, abrir a possibilidade de gerarmos mais empregos, principalmente nesse momento de crise e de desemprego em alta”.
Ele acompanha atentamente a Medida Provisória que ajusta pontos da nova legislação e votará a favor daquilo que for bom para o trabalhador.