EDUCAÇÃO 2018-09-06T11:16:53+00:00

EDUCAÇÃO

Escolas Unidade de Educação SantosPapa, que foi professor e veio de uma família de educadores, colocou a Educação como a razão de ser de seu governo, promovendo crescimento real de 66,8% nos investimentos da área. Com isso, os avanços resultaram na qualidade e na elevação dos índices locais de educação.

13 escolas e creches, além de dois Centros de Atividades Integradas de Santos (Cais), foram incorporados à rede pública municipal, e foi implantado o programa Escola Total/Jornada Ampliada, que mantinha 10 mil alunos na escola o dia todo, em sala de aula no horário regular, e em atividades educacionais, culturais e esportivas, no contraturno.

Isso foi possível não só com a construção de escolas projetadas para tal finalidade como também com parcerias da Prefeitura com clubes, sociedades de bairros e entidades da sociedade civil.

O governo Papa conseguiu ainda: zerar o déficit de vagas em creches, que, em 2005, atingia 3 mil vagas; o selo de Município Livre do Analfabetismo, conferido pelo Governo Federal; o título de Cidade Educadora, da Associação Internacional das Cidades Educadoras, com sede na Espanha; e a certificação do Sistema de Gestão de Qualidade – o ISO 9001 – em Gestão de Serviços Educacionais.

A ampliação dos investimentos somada à valorização dos professores resultou num dos mais importantes resultados para o governo: a melhora no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), que passou de 4,4 em 2005 para 5,6 em 2011, com 88% das escolas municipais avaliadas atingindo ou ultrapassando as metas do Ministério da Educação.