Soluções para o Portus são apresentadas pelos deputados

Suspender por 90 dias a implantação do novo plano de custeio do Portus, que entraria em vigor dia 1o de abril, além de gestões, junto ao Governo Federal, para que as Cias Docas realizem os pagamentos pendentes ao Fundo de Pensão. Esses foram os principais encaminhamentos feitos durante reunião da Subcomissão de Portos e Vias Navegáveis, na Câmara dos Deputados, nesta quarta-feira (07), sob coordenação de João Paulo Papa (PSDB-SP).
“Devemos encontrar propostas juridicamente sustentáveis. Vamos mobilizar os deputados, juntar forças, e levar ao governo uma solução que seja de equacionamento gradativo seja justa com os trabalhadores, que não podem ser penalizados”, ressaltou Papa. “O Brasil precisa de um setor portuário firme e produtivo, por isso temos que arrumar um prazo necessário para buscar essa solução. Postergar não é ganhar tempo e não resolver, mas ter o tempo necessário para que seja feita uma costura e que se encontre um caminho justo. Se há dívidas, elas precisam ser equacionadas”, continuou o deputado.
Participaram do encontro, além do parlamentar, os deputados Milton Monti, Beto Mansur, Marcelo Squassoni, Nelson Marquezelli, Givaldo Vieira, Julio Lopes, Luiz Sérgio e Gláuber Rocha. Também estiveram presentes Everandy Cirino, presidente do Sindaport; Alex Oliva, presidente da Codesp e da ABEPH; Eduardo Guterra, presidente da Federação Nacional dos Portuários, entre outras lideranças do setor.

Compartilhar
2018-07-30T13:22:55+00:00